sexta-feira, janeiro 20, 2006

"allways see the bright side of life"

Ás vezes bate uma tristeza tão forte, uma tristeza que vem ao de leve, silenciosamente, em pés de lã e, quando menos esperamos, já tomou conta da alma…

Nessas alturas, sentimos falta de tudo que temos e de tudo que tivemos…
Ouvimos o som do vento ao longe e das paredes brancas de um labirinto.
O mundo torna-se num manicómio e nós no mais louco dos loucos.
A cabeça gira num centro espiral de cores berrantes que doem o olhar.
Palhaços com caras medonhas riem de nós e as gargalhadas dos títeres ecoam na nossa cabeça como rezas.
As pétalas desbotam com lixívia e tornam-se opacas.
As cadeiras perdem os pés e caímos sem ecoar um único som.
As lágrimas congelam e as pestanas transformam-se em gesso.
Olhamo-nos ao espelho mas o olhar aponta-nos o dedo magro, ossudo e velho.
Gritamos e, em vez de um berro, soltamos vermelho e preto.
A fúria transforma-se em pena.
O amor em raiva.
O corpo fica maior, magro e desengonçado.
O corpo incha e pesado, perde os pés.
As costas vergam-se e contorcem-se.
A coluna dorida pede água quente, num chuveiro sem torneira.
As cortinas tilintam…
As varandas são corredores com alcatifa.
As pinturas são cidades em vez de campo…

Fura_Bolos

5 comentários:

Mãozinhas disse...

Gostei mto das metáforas da varanda e da pintura... talvez pk associei logo à liberdade ferida, ao respirar sufocante, à prisão… o ñ puder ir correr, ver o céu azul, o sol....
Gostei ***
Polegar

Mãozinhas disse...

Será k te inspiraste no meu post,e do porquê de o ter escrito, ou é algo k sentes...se for a última opção deixas-me preocupada...ms se foi mera inspiração gostei mt deste post, eloquente e metafórico cm eu gosto..
***
Anelar

Mãozinhas disse...

lol ixo é curioso, pq axo ké um bocadinho dos 2.... bjinhx gandes
fura_bolos

Hans Norhenberg Zwert disse...

Os vossos dedinhos podem escrever textos muito bons, mas este arrepiou-me em particular!

http://espelhoreal.blogspot.com/2006/01/re-allways-see-bright-side-of-life.html

Numa viagem pela palma da mão fujo em companhia de mim próprio: é de alma que preciso de mudar, não de clima...

Anónimo disse...

Where did you find it? Interesting read Black sex video sample saab 9-5 auto review Ez watch pro security system protonix mexico online wellbutrin crazymeds Prince edward island coat of arms history of ancient dancing in brazil Pictures of oxycontin ir topamax addiction treatment Bath tub surround bath tub refinishing bathtubtip Sony digital cameras zoom lenses Audio car in mp3 player u s a generic tenuate on line Face and body designs tattoo removal