sexta-feira, setembro 30, 2005

Apontamento

Em que sitio é que vivemos? Que mundo é este que passeamos, deixando a vida caminhar ao nosso lado, sem termos o controlo sobre a nossa sombra? A sanidade escapa-nos dos dedos como a areia e quanto mais a tentarmos agarrar, quanto mais incessantemente nos tentamos prender a ela (mesmo abdicando da própria liberdade do nosso ser) mais ela se nos escapa… Viver sem pensar, viver apenas para sentir… Mas será essa a solução? E o resto? Onde fica a quarta parte de controlo no descontrolo da vida?
Às vezes só apetece fechar os olhos subtilmente e sentir o vento na face ou então correr, correr sem parar até sentir os músculos a doerem, os ossos a estalarem e a respiração ofegante. E cair, finalmente, no chão, sem alma, sem o peso do mundo, sem ninguém, só… Simplesmente só.. Terrivelmente e assustadoramente só… As lágrimas, finalmente, salificam as maças brancas do rosto, escurecem as olheiras já negras e magoam os olhos avermelhados, escorrendo lentamente e em silêncio como pingos de chuva numa janela… E então suspiramos como se fosse a primeira vez que o fizéssemos, depositando toda a fé (a pouca que resta) nesse suspiro libertador da asfixia de existir e pensamos: “Que se lixe!”…

Fura_Bolos

8 comentários:

Hans Norhenberg Zwert disse...

A dúvida é o principio da sabedoria"

http://estranholadoausente.blogspot.com/2005/01/dilema-das-dvidas.html

É preciso ter dúvidas. As dúvidas são o controlo no descontrolo da vida. Só os estúpidos têm uma confiança absoluta em si mesmos.

"Somos todos escravos
De nós mesmos
Das nossas meditações
Somos pensamentos
(...)
Penso por hesitar
Não existo porque penso
Nem penso por existir

Perco-me por um caminho
Que teimo em negar
A indecisão perplexa da dúvida
O vicio de pensar." in Penso por Existir

Mãozinhas disse...

Viver sem pensar não é viver sem sentir... pelo contrário... Eu quando mais sinto mais penso...e penso que a muitas pessoas o que acontece é que, por não sentirem é que deixam de pensar muitas vezes... sim porque pensar, é sentir dúvida, incerteza, dor, é ter receio... e as pessoas fogem...
Isa, adorei este pequeno apontamento. Consciência, racionalidade não é incongruente com inconsciência e emocionalidade, simplesmente são complementares...

Bjs ***
Polegar

Walter disse...

Pessoalmente achei o texto mt bem conseguido!é a tua cara!
bjs
walter

colormeonce disse...

bem vinda ao outro lado. mas acho que trocaste os conceitos da evolução do ser humano. o pensamento, a racionalidade, é o caminho. o sentir (emoções, afectos) é algo que acabará por se extinguir. não é algo que deseje, é apenas algo que irá acontecer. basta pararmos e observarmos o que nos rodeia. no que respeita à solidão, para mim o sentimento mais doloroso que alguma vez passou por mim, é apenas um acelerar do processo acima referido. e como já lidei, e lido, com a solidão não posso sentir tristeza, alegria, compaixão, pelas tuas palavras. apenas indiferença. apenas te escrevo para te desejar as boas vindas. bem vinda ao sitio onde a escuridão é rainha e nos aquece com a sua inigualável frieza. onde os demónios nos amparam nos seus braços, onde os pesadelos são sonhos reais. para mim será o paraíso, para ti o purgatório. se não quiseres ser como eu, acorda para a vida, mexe-te. não te deixes afundar. e acima de tudo não te isoles. não cometas o erro que eu cometi. para mim será tarde... mas para ti ainda há esperança. no entanto não se pode evitar o inevitável.

Paulo Alves (bacilo) disse...

deixem-se de teorias e façam o favor de apreciar...
não tá nada mal...

Anónimo disse...

Keep up the good work
»

Anónimo disse...

Excellent, love it! North dakota advisor business financial plan sample Protonix continuous drip Hess collectible toy truck Truck insurance commercial Neurontin reverse early signs of fibromyalgia epson inkjet cartridges Projectors properties Dating advice man bbw fetish Master card merchant account system solution.

Anónimo disse...

Where did you find it? Interesting read »