terça-feira, agosto 28, 2007

Loucuras

Foram tantas a dissidências que nos abalaram a fé...aquela nos purga em todos os segundos..a fé de ter alma...

Foram tantos os precalços que nos fizeram duvidar de nós mesmos, que nos dissecaram os pilares de amor-próprio...que se injectaram nas nossas veias drogadas de nós mesmos..

Foram tantos os acidentes que nos fizeram chocar neste xadrez, em que o peão come o bispo, e o bispo come a rainha..

Foram tantas a bizarrias nesta dimensão em que eu e tu habitamos..que fugazmente deixamos de acreditar no que nos sustém, para depois voltarmos a fazê-lo, a desfazê-lo, e refazê-lo ,nesta roda viciosa de vivências...

Foram tantos os pedaços de amor vagabundos e perdidos por aí que deixamos de conseguir apanhá-los para embalsamá-los em nós mesmos novamente...

Foram tantas as simpatias derretidas pelos negrumes de essência humana, que se coagularam numa só massa, quem sabe para dar origem a outro planeta bem longínquo do nosso..

Foram tantas as vontades, que agora se entreolham todas numa fila que não tem primeira nem última..

Foram tantas as quimeras, que agora sinto vontade de retê-las todas nesta simplicidade de aglomerados de loucuras que vocifero neste insanos desabafos...


Anelar

11 comentários:

Walter disse...

Estou simplesmente rendido a este teu texto!sublime
bjs
walter

Quidam disse...

muito bom, parabéns.
"(...) que se coagularam numa só massa, quem sabe para dar origem a outro planeta bem longínquo do nosso..." :)

francisco

Mãozinhas disse...

cada vez me surpreendes mais amiga, onde guardas ou escondes toda essa loucura e insanidade do mundo? apenas em pequenos posts? N querendo desfazer o teu post (que gostei mm muito) acho que podias liberta-la mais vezes..... n?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Mãozinhas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Mãozinhas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Mãozinhas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
A. Jorge Oliveira disse...

Foi e será sempre um prazer ler-te anelar. Infelizmente não sei se o poderei voltar a fazer... O mundo caiu. Talvez um dia "ressuscite" e possa voltar a visitar-te. Até um dia.