quarta-feira, março 08, 2006

"Um copo meio cheio, sff"

No prelúdio fugaz da aura acesa da manhã pressinto-te nos músculos comprimidos pela ansiedade envolta em papel com grafismos de dúvidas que o novo dia presenteia...
O cacau deprimente da vida transborda do copo matinal...Alegra-se com um café curto de sentimentos que hibernam no coração que fervilha com a cafeina buliciosa...
A paisagem angustiante dos meus pensamentos correm com uma fúria luminosa no espelho d'alma do comboio fantasma que me leva a conhecer a legião dos meus medos.. Dormito no ombro amigo da esperança, sonho com o pelo sedoso do familiar, tacteio o eterno em cada momento efémero de existência...
No meu destino vislumbro-os a eles...aos meus medos destemidos. Falo com eles, abraço-os, entrelaço-me nos seus confins, até nos fundirmos numa massa galática, que ofereço a mim mesma dentro de um cavalinho de Troia
Fino-me nos meus tormentos, renasço nos restos perdidos de mim mesma(ou pelo menos preciso de acreditar que sim...)

Anelar

4 comentários:

F4 disse...

"No meu destino vislumbro-os a eles...aos meus medos destemidos. Falo com eles, abraço-os, entrelaço-me nos seus confins, até nos fundirmos numa massa galática, que ofereço a mim mesma dentro de um cavalinho de Troia" Gostei especialmente desta parte!! Estou a ver que o ditado popular tem de ser alterado... Em vez de «Filho de peixe sabe nadar» terá de ser «Afilhada da madrinha sabe escrever» (e bem)!!!

Estava a ver que esses dedos não começavam a escrever de novo :) Grandes férias!

Mais uma vez Anelar, PARABÉNS pela forma como escreves!

Azulinha

Mãozinhas disse...

Muito bem escrito anelar... Para mim é a descrição ideal do refúgio de nós ;)

Polegar ***

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP » » »

Anónimo disse...

That's a great story. Waiting for more. film editing classes